Connect with us

Cansaço

Você está a beira do esgotamento?

Published

on

esgotamento mental

ALETEIA

Entre lutar para pegar o bebê chorando no assento do carro e deixar o irmão mais velho no jardim de infância na hora certa, tudo enquanto se lembra de enviar aquele e-mail de trabalho crucial ou colocar as roupas para lavar, não é de admirar que as mães frequentemente estejam esgotadas nos dias de hoje. Mas o que acontece quando esses sentimentos parecem incontroláveis?

Você pode estar à beira de um esgotamento – você sabe, esse sentimento quando você é puxado em todas as direções, e apenas a menor tarefa diária parece totalmente insuperável?

Você pode se ajudar se você conseguir identificar o problema e adotar alguns bons hábitos.

O que está acontecendo?

Senhoras, há momentos em que é difícil, quando atingimos nosso limite e sentimos que devemos nos esconder no banheiro e chorar. Eu também estive lá.

Depois que meu bebê nasceu, quando os amigos anunciaram que eles estavam planejando uma visita, eu decidi limpar a casa inteira. Eu queria que tudo fosse perfeito, incluindo o bolo caseiro que preparei. Depois de todo esse esforço, não tive energia para tomar banho. E eu aprendi com isso? Claro que não! Toda vez eu me encontro seguindo a mesma rotina. Eu sinto que tenho que fazê-lo. Imagino meus convidados lançando um olhar crítico sobre a menor partícula de poeira, a verificação para ver se o cesto de roupa está cheio e, basicamente, julgando-me pelo estado da minha casa.

Cuidar de uma criança é uma tarefa monumental para qualquer mãe. Esforçar-se pela perfeição com o desejo de satisfazer as demandas dos outros – ou o que pensamos que esperam – faz-nos sentir falhar permanentemente. Mas isso não é tudo…

Eu imaginei que, após o nascimento do meu filho, recuperaria meu “eu” pré-bebê. E acho que é aqui que começa muita desilusão: minha vida inteira mudou e não sabia o que fazer. Eu não tinha mais energia. Eu queria ser uma supermãe em todos os níveis: ser feminina e atraente, sendo também a dona de casa perfeita. Além disso, eu também queria aproveitar ao máximo minha licença maternidade para fazer algum treinamento para o trabalho e continuar minha carreira. Eu queria ser uma superesposa, uma supernora e uma superfilha.

Tudo isso estava me comendo por dentro. Era demais para uma mulher. Eu me odiava por ter um único desejo: dormir!

PARE!

Deixe-nos sair desta competição louca para ser a mulher perfeita. O dia de uma mãe já está cheio o suficiente, sem acrescentar toda essa pressão desnecessária (e muitas vezes autoimposta). Então faça um pequeno intervalo. Dê-se um merecido descanso. Afinal, o bem-estar de uma mulher também afeta seu papel de esposa. As disputas conjugais são muitas vezes baseadas na falta de sono e na impossibilidade de fazer tudo o que se espera de nós. As mulheres acreditam que o modelo da feminilidade é ser gentil, acessível e com lindos cabelos; sim, é verdade, pessoas ocupadas e brilhantes são ordenadas, calmas e… exaustas.

Toda mulher experimentou, pelo menos uma vez na vida, o que Stasi Eldredge descreveu em seu livro Captivating (Em Busca da Alma Feminina): “As mulheres, quase universalmente, sentem ‘demais’ e ‘não o que deveriam sentir’”.

Domine aquele esgotamento

Todos nós precisamos encontrar nossa própria maneira de superar o esgotamento; nós temos nossos próprios hábitos, nossa maneira de cuidar da casa, nossos filhos e, claro, nossas famílias – e também nossa ideia do que faz uma família modelo.

Mas, o primeiro passo é pedir ajuda: peça ao seu marido, avó ou uma tia para cuidar das crianças. Então, tão simples como isso pode soar, saia de casa. Faça um passeio, vá ao cabeleireiro, à manicure, ou vá comprar algo para você – mesmo que seja uma coisa simples. Apenas evite lojas para crianças.

Tire um pouco de tempo para você

E enquanto estivermos nisso, aqui estão mais algumas sugestões:

– Tome um longo banho, coloque um pouco de maquiagem ou tire uma longa soneca. O objetivo é não ter interrupções!

– Ignore a bagunça – não faça qualquer trabalho doméstico se você não tiver energia; descanse e aproveite alguns momentos simples com sua família.

– Faça algum exercício físico, dance! Apenas divirta-se, mesmo que esteja dançando com seus filhos enquanto ouve uma música que você ama. Isso deixará você se sentindo mais positivo e otimista.

– Escolha amigos com cuidado: evite aqueles que constantemente reclamam e carregam o peso do mundo em seus ombros; cerque-se de pessoas felizes e alegres.

– Tente descobrir o que você realmente gosta: fazer uma aula de dança semanal, fazer caminhadas ou fazer um almoço pode fazer muito bem.

– Esteja presente no aqui e agora e não planeje nada excessivo.

– Lembre-se sempre que você não deve nada a ninguém, e você não precisa dizer “sim” a tudo. Você pode dizer não! Você está autorizada!

Como você pode evitar o esgotamento?

Ser mãe não é uma competição. O que conta é o seu marido, seus filhos e você mesma. Durante uma discussão sobre “o que faz um casal” em nosso grupo de trabalho, uma mulher disse: “A maternidade é um desafio. Não se trata de se fechar. A maternidade não deve impedi-la de seguir seus sonhos”.

A vida tem muitas facetas, e ser mãe é apenas uma delas. Então, mude seus interesses; pegue algo novo! Você se sentirá menos sobrecarregada e seu entusiasma pela vida será contagioso.

Continuar Leitura
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas