Connect with us

Depressão

Como lidar com o luto de pessoas vivas

Published

on

luto depressao

Afinal, como lidar com o luto de pessoas vivas, quem amamos e partiu sem que tenhamos conseguido fechar a ferida?

Como lidar com o luto de pessoas vivas

De acordo com a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa, ‘o luto é sempre relativo a uma perda de alguém’. Mas não necessariamente a morte – pode ser uma ausência, uma superação, que ainda não foi aceita por uma das partes. Pois existem muitos sinais que ‘avisam’ sobre o término de um relacionamento. Entretanto, existem pessoas que literalmente não querem ver.

‘Porque têm pessoas que realmente acreditam que sem alguém, elas perdem o valor. Perdem a validade. São as pessoas que acham assim: ‘não é possível ser feliz sozinha, não é possível ser feliz de outra maneira que não seja ter alguém”.

Dependência afetiva

‘Então muito provavelmente essa pessoa perdeu o que denominava um amor e não está conseguindo lidar com isso. Provavelmente essa pessoa tinha muito mais uma dependência afetiva do que um amor de verdade’.

‘Porque a dependência afetiva é realmente você acreditar que você não existe sem uma outra pessoa. Então você faz tudo para não perder aquela pessoa. Em geral, você controla a pessoa, você tenta agradar o tempo todo, tenta fiscalizar. Como se você estivesse sempre ameaçado por alguém chegar e levar aquela pessoa’.

Espaço do outro

Em conclusão: não deixar o espaço do outro existir prejudica o relacionamento. ‘A gente deveria ser ensinados desde muito cedo a ter uma independência. Não é não precisar do outro, mas a gente usufruir a presença do outro com que ele tem de melhor’.

Ou seja, o importante é estar feliz, com liberdade, em relacionamento ou solteiro(a), sem que isso signifiquei traição. Em outras palavras, compartilhar e nunca possuir, condicionar a nossa felicidade ao externo. Pois a chance de se ferir, quando esquecemos de nós mesmos para depositar toda a energia e sentimentos onde não temos controle, se torna certeira.

Continuar Leitura
Advertisement
Advertisement

Facebook

Advertisement

Mais acessadas